segunda-feira, agosto 16

"É pra ti que escrevo.
Numa busca de que cada letra te soe como melodias da lua
Compostas por Dó-Ré-Mi de ternura,
Fá-Sol de loucura e Lá-Si-Dó de paixão.
Escritas em partituras de mar com claves do sol,
Colcheias de estrelas e semim breves do meu coração.
Em cada linha desenhada na tela desse amor
Crer que me entrego com tudo o que sou capaz neste meu ser de mulher
Presciso de ti como se eu fora flor inóspita que no deserto brota e singra,
vencendo barreiras por entre o vazio da passagem que é a vida.
Quero te como a certeza do ar que respiro e
Sei que te amo enquanto o tempo se chamar para sempre!
Vem...
O meu corpo é desejo premente que cresce ao sabor de cada fracção de tic tac
do tempo que não espera, e nem volta atras.
Estou a tua espera como as andorinhas que aguardam o florir da primavera para riscarem
e embelezarem o azul do céu."
[Desconheço o autor]

2 comentários:

Daynara Aparecida disse...

Senti o cheiro de amor e vim ve oq era.
Gostei do que vii.

Aqui exala aquele perfume encantador que só o amor tem...

Te sigo.

Beijiiinho já fotografados!

Daaý Brunett´S disse...

Ai que linda você!!!
Sinta-se em ksa!
Obrigado pelo carinho...
Beeeijos!