sábado, agosto 7

"Um dia sou multidão; no outro sou solidão. Não quero ser multidão todo dia. Num dia experimento o frescor da amizade; no outro a febre que me faz querer ser só. Eu sou assim. Sem culpas."
[Pe. Fábio de Melo]

Um comentário:

Máh disse...

"no outro a febre que me faz querer ser só"
Minha cara oO

Padre Fábio de Melo *-*