terça-feira, julho 6

(...)" A felicidade entrou com o pé na porta e sentou ao meu lado.
Eu não estava mais sozinha esperando o espéculo.
O trânsito todo parado e ela acena no carro ao lado, depois morre de
vergonha e toma bronca do pai para sentar direito na cadeirinha.
O dia meio cinzento, vai-não-vai e de repente ela surge amarela e esquenta a vida.
Ela mora numa gaveta cheia de bobeirinhas lá em casa
... Ela toma banho comigo quando a água leva embora coisa ruim e renova a alma
e dorme ao meu lado quando eu descanso...“
                            
[Tati Bernadi]

Um comentário:

Léia disse...

lindo!!!
amei
;)